Primeiro post - Recomeço

11:52

Olá pessoal, tudo bem? Aqui estou eu novamente, depois de longos meses, retornando com as atividades do blog. Como vocês notaram, nós estamos de cara nova; tudo isso graças a minha querida amiga Polly, do Melancria Desing, que trabalhou sem cessar para tornar o nosso cantinho o mais lindo possível! Obrigada Polly, você superou todas as minhas expectativas!!! 

Ao longo desses meses, muitas coisas aconteceram na minha vida e me vi obrigada a desativar o blog, por um período de tempo que até então, era indeterminado. Quem me acompanha nas redes sociais - Facebook e Instagram - sabem que a meses atrás, perdi a pessoa que eu mais amava na vida, minha Mãe. 

É muito difícil vir aqui e expor tudo que aconteceu, eu tive muitas dúvidas e principalmente muito medo. Depois entendi que eu estava preparada e que agora seria o momento certo para voltar. Sei que tudo o que aconteceu e vem acontecendo na minha vida, foi necessário para o meu amadurecimento como pessoa. 

Hoje eu escrevo em memória dela e para ela, que desde a primeira vez em que decidi tornar o blog real, me apoiou para que eu levasse a diante tudo o que fosse importante na minha vida. Mãe, obrigada por não desistir de mim! O nome dela era Adriana, estava com trinta e cinco anos, morava em São Paulo e desde 2012 lutava contra a Neoplasia. 



"Muitas pessoas confundem tumor com Câncer, mas um tumor só pode ser chamado de Câncer ou Neoplasia Maligna quando ele possui células "defeituosas" que se proliferam no organismo do portador da doenç








a. Diferente da Neoplasia Benigna que não se infiltra ou invade os tecidos do organismo. Nesses casos este tipo de tumor pode ser removido totalmente e não existem riscos de metástase. Metástase é o nome dado pelos médicos especialistas quando a doença aparece em outra região do corpo". - Dr. Drauzio Varella.

Minha mãe era uma pessoa muito destemida e desde o primeiro resultado da neoplasia maligna no colo do útero, ela não se deixou abalar. Batalhou muito e superou cada dia com a esperança de ser curada. A palavra Câncer é muito assustadora, e acredite, ele é. Mas graças a ela, eu aprendi que por mais difíceis que sejam os nossos problemas, nós podemos superá-los todos os dias e viver como se fosse o último dia a ser vivido. A descoberta aconteceu em 2012, graças ao exame preventivo (Papanicolau). Vale ressaltar que esse exame tem que ser feito regularmente e/ou periodicamente - quando já existem casos na família - pois quando são diagnosticadas na fase inicial, as chances de cura são de 100%. 

Desde então, confirmado a doença deu-se inicio a todo o tratamento, como: radio, braquio e quimioterapia, que auxiliam no não desenvolvimento da neoplasia e até mesmo na extinção. Depois de meses do intenso e exaustivo tratamento, ela operou retirando o útero e foi curada do Câncer. Nesse meio tempo, minha mãe que já era devota de Nossa Senhora Aparecida, passou a acreditar ainda mais na cura não só  cientificamente, mas principalmente da parte Divina. Hoje, mais do que nunca eu acredito que Deus opera milagres, e que não devemos nos abater pelos problemas diários ou enfermidades, todos temos ou em algum momento da vida teremos, problemas e aflições, mas felizmente, graças a Ele, podemos ter bom ânimo! 
Minha mãe sofria também com o excesso de peso - era gordinha - e um dos seus sonhos era fazer a gastroplastia (redução de estômago). Após seu curada, durante um ano, ela levou sua vida normalmente, correria do trabalho, stress da família, filhos, tudo o que nós seres divinos normais ou anormais, vivemos todos os dias. Eu não lemrbro ao certo quando foi que ela voltou para o acompanhamento da gastroplastia, mas lembro me exatamente, que no dia 29 e Outubro de 2014 ela me mandou uma mensagem dizendo que precisava muito falar comigo e após conversarmos, durante o meu trajeto até a faculdade, meu mundo havia desmoronado. 

Eu estava vivendo o sonho dela, e juntamente com ela, sonhava com o dia em que a veria bem com sua saúde; com seu corpo. Afinal, que mulher não sonha em ter um corpo saudável e bonito? Minha mãe sempre foi muito vaidosa e decidida a ser alguém sempre melhor, mas ali, naquele momento, eu vi que aquela mulher forte e destemida, era tão frágil quanto uma rosa.

Em menos de uma semana, logo após o resultado dos exames ela voltou para o tratamento da quimioterapia. Dessa vez o câncer apareceu no reto. Quem já passou por qualquer tipo de tratamento contra essa doença, fica vulnerável a desenvolver outro tipo de neoplasia no organismo. No caso da minha mãe o câncer se desenvolveu no reto porque o tumor que ela teve no colo do útero se desprendeu, levando assim à metástase. O reto é a parte do sistema digestivo do nosso organismo, ele liga os últimos 15 cm do intestino grosso e termina no canal anal. Como já havíamos passado por uma fase ruim e superamos, nós não nos deixamos abalar, acredito que essa foi uma das poucas vezes em que vi minha família tão unida! Fizemos correntes de oração, novenas, propósitos... A lembrança que tenho é que minha Mãe gostava muito do Padre Reginaldo Manzotti, frequentava sempre à igreja e era uma pessoa com a fé inabalável, começamos então a acompanha-la nessa caminhada de fé, acreditando que mais uma vez ela seria curada, contudo em pouco tempo, descobrimos que essa segunda cura, não fazia parte do projeto de Deus para a vida dela.

Tudo aconteceu muito rápido e de uma forma que ninguém esperava. Fazia muito tempo que eu não me apegava tanto a Deus como aconteceu nesse período, e eu não me envergonho de dizer isso, pois naquele momento, eu sabia que somente Ele poderia mudar o rumo das coisas. Minha mãe fez sua ultima quimioterapia no dia 20 de dezembro de 2014. Eu estava em São Paulo e pude acompanha-la nas sessões. Nesse meio tempo o Oncologista que acompanhou todo o tratamento, como procedimento a ser seguido, pediu um intervalo de trinta dias, para que o organismo se recuperasse e para que depois fosse feito um acompanhamento mais detalhado da neoplasia, que diria se a quimioterapia estava ou não fazendo efeito e inibindo as células cancerígenas de se proliferarem.

Minha mãe não teve este intervalo, na verdade foi tudo tão rápido que, no final de janeiro ela foi internada, não lembro a data ao certo. Mas lembro me que ela entrou no hospital consciente, falando, conversando com todo mundo, como se fosse apenas um susto, que logo passaria. Em menos de três dias induziram o coma. Eu estava indo morar em Curitiba, tinha voltado a pouco tempo para Foz, mas como havia ganhado uma bolsa na faculdade, havia começado a preparar as coisas para mais uma mudança. Larguei tudo e fui para São Paulo, desisti de tudo e fiquei ao seu lado em todos os momentos.

Cheguei a São Paulo no dia 05 de Fevereiro e fui direto para o Hospital, quando vi minha mãe em coma, eu me senti inútil, pois eu estava diante da pessoa que eu mais amava no mundo e não podia fazer nada! Claro que rezar foi a minha única e melhor saída, e sim, fui bem egoísta, pensava que Deus estava sendo injusto. Tantas pessoas ruins no mundo, que matam, destroem a vida de pessoas inocentes, que realmente deveriam estar partindo dessa pra uma melhor, e minha mãe que era uma pessoa tão boa estava ali, naquela situação. 

Este texto poderia ser apenas a historia de uma fase ruim na minha vida que foi superada, eu realmente queria estar escrevendo um testemunho com toda a historia de superação da minha mãe, mas não foi.

Eu rezei muito, e por muito tempo pensei que talvez pudesse ter rezado mais, quem sabe Deus tivesse me escutado e  deixado ela com a gente, pra brigar por chegar tarde das festinhas, pra zoar o Corinthians porque perdeu para o São Paulo, pra fazer com que eu e meus irmãos fossemos "escravos" da cozinha dela todo final de ano.. Ah se eu soubesse que seria a ultima vez que comeria aquele mousse de maracujá com gelatina incolor, com certeza teria comido mais e com gosto... Teria dito centenas de vezes o quanto a amava e a amo independentemente de eu achar que ela era ausente em minha vida! Eu pedi que aquele momento fosse apenas um sonho ruim em nossas vidas, eu pedi pra que Deus deixasse ela ali com a gente mais um pouquinho, mais uns trinta anos.

Foram exaustivos três dias após a minha chegada em São Paulo, os três dias mais eternos da minha vida, mas infelizmente no dia 08 de Fevereiro de 2015 as 02h15min da madrugada, minha mãe veio a falecer por falência múltipla dos órgãos. O câncer não tinha mais cura e já havia tomado conta de todo o organismo. Sei que ela travou uma tremenda batalha e felizmente Deus permitiu que ela descansasse. Nós seres humanos somos egoístas, não nos desprendemos do corpo, do material. Não tenho dúvidas de que não existe lugar melhor do que estar ao lado do Pai! 

Quero deixar aqui minha mensagem pra vocês e dizer que todos passarão por momentos difíceis e aparentemente impossíveis de serem superados. Não que eu esteja superando a morte da minha Mãe, muito pelo contrario, mas, essa situação me fez aprender que somos seres adaptáveis. Sentimentos são inconstantes, passamos por um momento de luto que não tem fim, mas na hora em que o Espírito está pronto, o corpo e a mente recomeçam a funcionar. E é aí que entendemos que a vida continua e que não levamos nada daqui. A nossa única certeza é a morte. Por isso, escrevo com lagrimas nos olhos, pois a saudade não cabe em mim, mas escrevo também com o coração tranquilo porque sei que quando minha hora chegar, ela vai estar lá... Me esperando de braços abertos, com o mesmo amor de sempre.

Hoje recomeço minha vida, minha historia e dou um novo ponta-pé em um projeto que começou em 2014, com algumas amigas da época em que eu cursava Design de interiores. Sei que onde ela estiver estará torcendo por mim e me ajudando a realizar todos os meus sonhos. Quero agradecer primeiramente a Deus por tudo que fez e tem feito em minha vida, pela minha Família e aos amigos que estiveram do meu lado no momento mais difícil da minha vida e continuam até hoje. Obrigado também a você pelo tempinho que tirou para ler este post! Espero te ver novamente aqui para ler sobre as coisas do nosso cotidiano, sobre moda, beleza e vários outros assuntos. E se você também tem uma historia parecida ou esta passando por um momento de dificuldade, conta nos comentários, vou adorar saber sobre a sua historia!

Por hoje é isso meus amores, fiquem com Deus, um enorme beijo e até a próxima!  

Você poderá gostar de:

20 comentários

  1. Sei exatamente a dor que você sentiu, também perdir alguém especial, meu pai e ainda dificil para mim, mas devemos agradecer por ter a honra de ter essas pessoas em nossas vidas e o que fica são as boas lembranças. Força e bem vinda de volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danny, só quem passa sabe tamanha dor de perder alguem que amamos.. A verdade é que nós vemos acontecer todos os dias com as pessoas e achamos que nunca irá acontecer conosco. Mas infelizmente a nossa unica certeza é essa, a de que um dia, todos nós iremos partir dessa vida para uma outra muito melhor. Obrigado por ter tirado um tempinho para ter visitado o blog, espero te ver por aqui mais vezes. Um beijo e obrigado pelo carinho <3

      Excluir
  2. Respostas
    1. Vou entender isso como um elogio de que adorou o texto kkk Beijooo!!

      Excluir
  3. Amiga a vida continua falar isso é fácil mais passa por uma dor,
    sem igual é difícil passei por isso, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, mas o negocio é viver um dia de cada vez e seguir em frente... Obrigado pela visita flor. Uma ótima semana pra ti também! Beijosss

      Excluir
  4. O nome dela ainda é Adriana... e ela ainda é uma pessoa destemida, que agora está só em um lugar que nossos olhos de carne não podem alcançar. Que mulher maravilhosa que você escolheu como mãe ! :)
    A dor da ausência é inevitável né ? Meu paizinho também faleceu, em 2011. E a falta que ele faz é grande demais.

    Eu desejo tudo de muito bom nessa tua volta. Se precisar de qualquer coisa... se quiser desabafar, gritar, chorar, conta comigo ;)

    Beijo sua linda !! <3

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Canal no Youtube |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Anna, sorte a minha por ter tido ela como minha mãe! Sinto pelo seu pai também, mas com toda certeza eles estão felizes por nós estarmos a onde estamos e guiando nossos passos. Obrigado de verdade pelo carinho e pode deixar que te procurarei em qualquer coisa kkkkkk. Agora você já sabe também onde pode me encontrar... Estou aqui!

      Um grande beijoooo :* <3

      Excluir
  5. Hey lindona, tudo bem?
    Que dia mais lindo pra se reativar o blog!
    Que Nossa Senhora abençoe o seu trabalho nessa blogsfera, que junto a sua mãezinha elas possam sempre te proteger!
    Te convido a conhecer o meu quando der, muito sucesso e coragem!

    beijão!
    http://isabellalessa.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Isa, estou bem sim e você? Ahh, obrigado.. Fico feliz que tenha reparado nessa data, é na verdade uma benção enorme não é mesmo? Um beijoooo... Volte sempre! <3

      Excluir
  6. Heyyy linda,
    entendo sua dor, mais Deus vai te confortar.
    grande sucesso em teu blog.
    www.raphamoura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Rapha, obrigado pelo carinho... Sucesso para nós! Beijoss

      Excluir
  7. Oii Adrieli! Fiquei muito emocionada com sua história. Só Deus sabe o que você deve estar sentindo porque eu não tenho certeza se conseguiria viver sem a minha mãe, por isso considero que você uma pessoa muito forte. Mas acredito que as pessoas que amamos de verdade nunca vão embora de verdade, sempre ficam um pedacinho (ou pedação) dela guardado dentro de nós e a dor que você sente agora é a prova de você realmente a amou. Por mais que a gente queira que a dor vá embora não dá pra expulsar uma sem expulsar a memória dela, né? E imagino que deve ter sido uma grande dádiva ter essa mulher como mãe, né? Independente de tudo que aconteceu antes ou depois.
    Que você tenha um grande sucesso nesse recomeço! :D
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani... Me emocionei lendo seu comentário, na verdade me faltam palavras pra responder. Mas espero que Deus abençoe você também com seu blog. Muito sucesso para nós e obrigado mais uma vez pelo carinho... Um grande beijo! ;* <3

      Excluir
  8. Seja bem vinda de volta querida. Perder a pessoa que mais amamos não é fácil, mas desejo que em memória dela, tenha sucesso em tudo o que for fazer. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Paulinha pelas palavras e por tirar um tempinho para saber da minha historia. Muito sucesso para nós e uma ótima semana pra ti também.. Beijos flor! ;* <3

      Excluir
  9. Querida Adrieli a dor da perda é inevitável como senti muito juntamente com você ao ler o post, que Deus te dê ainda mais forças para superar esse momento, mesmo que agora seja de recomeço. Eu perdi a minha mãe aos 10 anos de idade lá se vai uns 20 anos já que a perdi tive que ter forças para encarar a vida porque ela precisa continuar.
    Conte comigo sempre, a oração é o que nos aproxima verdadeiramente de Deus porque só ele e apenas ele pode te ajudar a superar toda e qualquer perda!
    Beijos ♥
    http://detudoumpoucosil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil, me deixou sem palavras... Sinto pela sua mãezinha também, tenho uma irmã de 7 aninhos e imagino como você se sentiu e o que passou. Mas vida que segue, tenho Deus e sei que com ele vou a qualquer lugar. Obrigado pelo imenso carinho e pelas palavras de conforto.

      Beijos <3

      Excluir
  10. Amiga, li seu relato com lagrimas nos olhos, sei a dor que é perder alguém que amamos, sei que não é fácil e muitas vezes questionamos os desígnios de Deus, mas Ele sabe tudo e nos prepara para tudo. Não aceitamos a dor, não nos conformamos com a perda e mesmo sabendo que ela está ao lado de Deus agora, não deixamos de sofrer, não sentimos que a dor diminui, mas Deus dá suporte, dá forças para que aguentemos a dor.
    Sinto muito pela sua perda, sinto muito pela partida jovem da sua mãe que com certeza tinha muitos planos e projetos de vida.
    Sinta-se abraçada por mim, sinta se acolhida mesmo que de longe. E seja bem vinda de volta a blogosfera, que seja por amor! Que seja pela sua mãe, que tanto apoiou para você ficasse aqui! E que você dê o seu melhor.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sil... Fico feli em te ver por aqui. Realmente, Deus sabe de tudo e nos prepara tudo. Felizmente ele a levou para um lugar muito melhor que o nosso e saber disso me conforta. Hoje o que me resta é lembrar dos ótimos momentos que pude passar ao lado dela, da honra em que tive de chama-la de mãe. Obrigado pelo seu carinho comigo, pelo meu catinho, nosso cantinho. Sinta-se abraçada também e mais uma vez obrigado pelo tempinho que tirou para ler toda nossa historia.

      Beijos amor! :* <3

      Excluir

* Todos os blogs serão respondidos e visitados.
* Blogs com comentários automáticos serão ignorados e terão suas "propagandas" excluídas.

Fanpage

Twitter

Siga no Google+